terça-feira, 28 de abril de 2015

VED: EMB - Cap. 7 Ritmo


Olá meu povo!


Hoje é o último capítulo do "Estudo Musical para Bailarinas", se você perdeu é só ir lá no marcador  "VED:EMB" clicar e conferir tudinho.

O temas de hoje eu resolvi tirar de um site super famoso, pois eles descreveram de uma maneira bem simplificada. Para ler pelo site é só clicar aqui em baixo:

                                 http://www.infoescola.com/musica/ritmo-musical/

O texto foi escrito por Emerson Santiago.

Ritmo pode ser descrito como um movimento coordenado, uma repetição de intervalos musicais regulares ou irregulares, fortes ou fracos, longos ou breves, presentes na composição musical. O termo ritmo tem origem na palavra grega rhytmos, que significa qualquer movimento regular, constante, simétrico.

Apesar de ser aparentemente simples, o conceito de ritmo guarda vários outros pontos, definições e componentes, e acaba por se revelar deveras complexo. Uma boa forma de exemplificar o ritmo musical é falar de outro tipo de ritmo, o ritmo cardíaco, que consiste no movimento do coração, impulsionado pelo fluxo constante de sangue ao longo do organismo. O meio com que o coração impulsiona o sangue através do corpo é chamado de sístole, operação onde o músculo se contrai. O batimento complementar ao da sístole chama-se diástole, no qual o coração relaxa, permitindo que o sangue volte a encher o coração, para ser expelido novamente pela sístole seguinte. Caso esses movimentos não ocorram em um ritmo adequado ou harmônicos, ocorre a arritmia, que pode levar a um consequente infarto e morte do dono daquele coração.

Toda peça musical é composta por necessariamente três elementos: a melodia (forma como os sons se desenrolam no tempo), a harmonia (forma como os sons soam em simultâneo) e o ritmo. O ritmo é importante para determinar a duração de cada som na música e também a duração dos silêncios. Uma mesma sequencia de três notas iguais pode dar origem a três composições musicais diferentes apenas pela variação do ritmo.

Não é apenas na atividade humana que podemos encontrar o ritmo, ela está presente também na natureza, nas mais diversas ocasiões e basta uma simples observação, como por exemplo, do movimento das marés, da simples alternância entre dia e noite, da mudança das estações ou na medida do tempo.

Os componentes básicos do ritmo são o som e o silêncio, que são combinados para formar padrões sonoros. Tais padrões sonoros são repetidos ao longo de uma melodia, dando assim, origem ao ritmo, que pode ter uma batida constante ou variável. As batidas podem ser fortes, extensas, breves ou suaves, que são aplicadas à composição musical conforme à necessidade.

E na sala de aula:

Para as minhas alunas de dança do ventre costumo ensinar o ritmo fazendo elas lerem cada parte da batida com um movimento do corpo.  

Exemplo : Ritmo Said
1             2        3               4
Dum  tak  DumDum Takatá  taka

Dum- Batida Lateral direita
Ták - Batida Lateral esquerda
DumDum- Marcação peito cima e baixo
Takatá- encaixe e desencaixe de quadril

Assim elas aprendem sobre o ritmo em si e um dos ritmos árabes no mesmo exercício.

Espero que todos esses posts possam ajudar você professora ou você aluna a entender melhor sobre música, e proporcionar mais conhecimento e mais beleza em sua dança!!!


Obrigada por me acompanhar  e qualquer dúvida ou sugestão deixe aqui nos comentários.

Bjkas!!!











Nenhum comentário:

Postar um comentário