quarta-feira, 16 de julho de 2014

Um pouco sobre Tribal


Estilo Tribal: Conhecendo Melhor a Arte

 Resumo: Não pode ser considerada folclore, também não é etnicamente tradicional. O Estilo Tribal divide gostos e opiniões, e deixa dúvidas como: o que é afinal essa dança? É uma modalidade de dança do ventre?

Veremos a seguir o Estilo Tribal desde o surgimento, as roupas, as músicas e as bailarinas que se destacaram nessa dança.

 Introdução: A palavra tribal esta relacionada ao conceito de família, grupo ou comunidade.

O Estilo Tribal é uma modalidade de dança que funde arquétipos, conceitos e movimentos de danças étnicas das mais variadas regiões, como a Dança do Ventre, o Flamenco, a Dança Indiana, Danças Folclóricas de diversas partes do oriente, África Central chegando até ao Tajiquistão e Uzbequistão.


História: Falando agora um pouco de história, os primeiros registros são da década de 60 quando a bailarina norte-americana Jamila Salimpour fez uma viagem para regiões do Egito, Marrocos, Argélia, Líbia para pesquisas, incorporou suas descobertas a sua trupe de dança Bal Anat criada em 1968. Com a Bal Anat passou a desenvolver coreografias que utilizavam acessórios de danças folclóricas e passos de dança oriental para criar uma dança-teatro.

Nos anos 80 novas trupes já haviam se espalhado pelos EUA. Masha Archer, discípula de Jamila, ensina para Carolena Nericcio a técnica criada par Jamila para obter um melhor desempenho de suas bailarinas.

Esta técnica baseia-se nos trabalhos de repetição e condicionamento muscular do Ballet Clássico adaptados aos movimentos das danças étnicas.

Carolena forma sua própria trupe Fat Chance Belly Dance trazendo novos figurinos e a característica mais forte do ATS ( American Tribal Style): a improvisação coordenada. Essa improvisação parece uma brincadeira de “siga o líder”, com códigos e sinais corporais que indicam qual será o próximo movimento, transição e até a troca de liderança.

Nos anos 80 o Estilo Tribal apresenta mais características de Dança Indiana, do Flamenco e do Jazz. Assim nasce o Neo Tribal. Este estilo já não segue o ATS abrindo assim um novo leque de oportunidades de cenários e fusões sempre respeitando o estilo criado em 1980.

Em 2002, no Brasil, Shaide Halim cria a Cia Halim Dança Étnica Contemporânea. Shaide inova mais uma vez e deixa a dança livre para qualquer fusão dependendo somente da música escolhida.

Assim a Dança do Ventre foi incluída no Estilo Tribal, por ser uma dança ritualística com uma bagagem rica de movimentos, acessórios, música e cultura. Tornando-se o estilo mais popular: a Belly Dance Tribal Fusion.

Foram também adicionadas as danças brasileiras, hoje divulgado pela Cia Halim.


Figurino: Com todas essas fusões o figurino é uma rica mistura de ciganos com povos nômades, com conchas, moeda, sementes, flores, cintos de moedas e etc...

O figurino usado hoje é composto de: saia longa (sem abertura), calça pantalona ou salwar (bombacha indiana), choli (blusa indiana), sutiã por cima da choli, xales, cintos, moedas e borlas ( pompons).


A música e os movimentos: Os movimentos são ondulatórios, sinuosidades que destacam o corpo da mulher como camelos, oitos e redondos. Os braços são milimetricamente trabalhados para dar o efeito desejado. A perfeita dissociação corporal explorando a pelve, abdômem, peitoral, braços, mãos e cabeça. Essa dissociação é uma das características mais fortes do Estilo Tribal, além da dança em grupo simulando um ritual.

Para acompanhar essa dança extremamente complexa a música tem ritmos fortes com percussões e solos de Derbak. Há desde melodias que lembram músicas folclóricas africanas, ciganas e até mesmo hip hop e remix.


Principal bailarina da atualidade:

Rachel Brice: Pequena biografia;

  • Estudante de Yoga e Dança do Ventre desde os sete anos de idade;
  • Estudou no programa universitário de dança da Universidade Estadual de São Francisco;
  • Em São Francisco Rachel ministrou aulas de Yoga e Dança do Ventre nos estúdios da Pixar;
  • Participa do grupo Fat Chance Belly Dance;
  • Atualmente esta concluindo seu bacharelado em Etimologia da dança;
  • Estudou Kathak, Flamenco, técnica Dunhaham, dança moderna e coreografia;
  •  Participa do grupo The Belly Dance Superstars.
  • Criou a Cia Indigo que utiliza músicas Lounge e Techno-Orientais.

Conclusão: O Estilo Tribal é uma dança que funde várias outras danças orientais e folclóricas, portanto requer um nível elevado de dedicação. Sua associação com a Dança do Ventre é mais uma fusão com o intuito de enriquecer e mesclar movimentos, músicas e cultura. Atualmente, o interesse pelo Estilo Tribal cresceu surgindo vários grupos cada um com sua influência e personalidade ajudando ainda mais a propagar essa arte tão complexa e misteriosa.


Referências Bibliográficas:





Nenhum comentário:

Postar um comentário